Linha de atuação

Mostrar texto Ocultar texto

Vamos ampliar o Programa Proinfância em Portugal.

  • O QUE FAZEMOS

    Com uma trajetória desde o ano 2007, a Fundação ”la Caixa” amplia a cobertura geográfica do Programa Proinfância, com o objetivo de apoiar crianças e jovens em situação de pobreza económica e vulnerabilidade social.

    Para tal, a Fundação ”la Caixa” lança o presente Concurso, dirigido a entidades do terceiro setor sem fins lucrativos e com um sólido conhecimento e intervenção nas áreas geográficas selecionadas, com a finalidade de implementar e coordenar o Programa Proinfância. O Proinfância irá reforçar o posicionamento e a capacidade de atuação de tais entidades através da criação de redes de colaboração. No âmbito do Concurso agora lançado prevê-se apoiar cerca de 50 famílias por área geográfica de intervenção.

    Através da página de concursos, é possível aceder à área privada para iniciar e gerir a candidatura para participar nos concursos abertos atualmente.

  • DATAS RELEVANTES

    Prazo de apresentação das candidaturas

    • Almada (Caparica)
      De 22 de novembro a 13 de dezembro de 2022, às 23h59 (hora de Portugal Continental).

    • Braga
      CONCURSO ENCERRADO
      De 7 a 28 de setembro de 2022, às 23h59 (hora de Portugal Continental).

    • Amadora
      CONCURSO ENCERRADO
      De 5 a 26 de julho de 2022, às 23h59 (hora de Portugal Continental).

    • Vila Nova de Gaia
      CONCURSO ENCERRADO
      De 5 a 26 de julho de 2022, às 23h59 (hora de Portugal Continental).

Critérios de avaliação

Mostrar texto Ocultar texto

A avaliação das candidaturas será realizada através de critérios objetivos com uma pontuação máxima de 100 pontos, dos quais 30 % corresponderão à avaliação da Entidade que se apresenta como Coordenadora da rede, e 70 % à à avaliação da proposta de implementação no Território.

  • CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

    Avaliação da Entidade que se apresenta como Coordenadora da Rede

    São avaliados positivamente os seguintes aspetos:

    • Perfil e experiência da Entidade.

    • Presença no Território.

    • Equipa de trabalho da Entidade Coordenadora a alocar ao Programa.

    • Capacidade de gestão.

     

    Avaliação da proposta de implementação do Programa

    São avaliados positivamente os seguintes aspetos:

    • Estrutura da Rede Proinfância.

    • Adequação da proposta às especificações e necessidades do Programa.

    • Projeto de rede territorial com os agentes do Território.

    • Coerência e consistência da proposta.

Registo e acreditação e apresentação da candidatura

Mostrar texto Ocultar texto

O processo de registo e acreditação de entidades, de apresentação das candidaturas e submissão da documentação necessária será realizado através da plataforma web disponibilizada para o efeito pela Fundação ”la Caixa”, acedendo a www.concursosbpifundacaolacaixa.pt.

Na proposta deve ser clara a forma concreta de implementação do Programa Proinfância, explicitando que entidades formarão parte, quais os seus respetivos papéis e que tipo de coordenação se prevê realizar.

  • PONTOS-CHAVE DAS PROPOSTAS

    Entidades que integram a proposta

    • Indicação e apresentação das Entidades que integram a Rede Proinfância.

    • Papel ou papéis desempenhados por cada uma das entidades na Rede.

    • Organização interna das equipas de trabalho de cada entidade e sua integração no respetivo organigrama.

    • Perfil dos profissionais da entidade coordenadora a alocar ao Programa.

    • Presença no Território.

     

    Proposta de implementação do Programa Proinfância no Território

    • Identificação de necessidades do Território.

    • Adequação da proposta de intervenção social em Rede aos objetivos do Programa.

    • Recursos próprios e do Território identificados a alocar à proposta de implementação.

    • Metodologia de coordenação.

    • Parcerias com outros agentes do Território (entidades e administração pública) e possíveis sinergias para a consecução dos objetivos do Programa.

    • Cronograma de implementação.

Resultados do Concurso

Mostrar texto Ocultar texto

Compete a uma Comissão de Avaliação analisar e avaliar as candidaturas apresentadas ao Programa Proinfância de acordo com os requisitos e critérios de avaliação definidos no Regulamento do Concurso.

  • REDES SELECIONADAS

    Porto

    Rede de Campanhã

    • Entidade coordenadora e de referência: Fios e Desafios – Associação de Apoio Integrado à Família.

    • Entidades colaboradoras: O Fio de Ariana e Arrimo - Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Social e Comunitário, CRL.

     

    Rede de Lordelo do Ouro e Massarelos

    • Entidade coordenadora e de referência: ADILO – Agência de Desenvolvimento Integrado de Lordelo do Ouro.

    • Entidades colaboradoras: Centro Social da Paróquia de Nossa Senhora da Ajuda; Associação para a Promoção Social da População do Bairro do Aleixo e O Fio de Ariana.

     

    Rede de Ramalde

    • Entidade coordenadora e de referência: ASAS – Associação de Solidariedade e Ação Social de Ramalde.

    • Entidades colaboradoras: Espaço T e Fio de Ariana.

     

    Lisboa

    Rede de Marvila

    • Entidade coordenadora e de referência: Nuclisol Jean Piaget Marvila.

    • Entidades colaboradoras: IAC - Instituto da Apoio a Criança; Associação A PAR; Centro Social Paroquial S. Maximiliano Kolbe e Associação Tempo de Mudar.

     

    Rede da Penha de França

    • Entidade coordenadora e de referência: Clube Intercultural Europeu.

    • Entidades colaboradoras: 1,2,3 Macaquinho do Xinês e Associação Auxílio e Amizade.

     

    Rede de Santa Clara

    • Entidade coordenadora e de referência: Raízes – Associação de Apoio à Criança e ao Jovem.

    • Entidades colaboradoras: Nuclisol Jean Piaget Galinheiras; Associação A PAR e Educar a Sorrir.

     

    Vila Nova de Gaia

    Rede de Oliveira do Douro, Mafamude e Avintes

    • Entidade coordenadora e de referência: Cooperativa de Solidariedade Social Sol Maior, CRL.

    • Entidades colaboradoras: Abrigo Seguro, APPDA-Norte, Fundação Padre Luís e Fundação Joaquim Oliveira Lopes.

     

    Amadora

    Rede de Águas Livres

    • Entidade coordenadora e de referência: Sopro dos Sonhos.

    • Entidades colaboradoras: Santa Casa da Misericórdia da Amadora e Associação de S.S. Vencer - Casal Popular da Damaia.