Concurso Projetos Inovadores de Intervenção em Cuidados Paliativos

Descrição e objetivos

Mostrar texto Ocultar texto
A Fundação ”la Caixa” lança o
Concurso Projetos Inovadores de Intervenção em Cuidados Paliativos.
  • DESCRIÇÃO E OBJETIVOS

    A Fundação ”la Caixa” abre o presente concurso, dirigido a entidades com reconhecida intervenção no âmbito de doenças avançadas, com o objetivo de promover e financiar a implementação, em território nacional, de projetos inovadores de intervenção em cuidados paliativos envolvendo intervenção direta em um de cinco grupos particularmente vulneráveis, nomeadamente:

    1. Pessoas com demência;

    2. Adultos com doenças neurodegenerativas;

    3. Crianças com doenças crónicas complexas (com idade inferior a 18 anos);

    4. Doentes mais velhos (pessoas com mais de 80 anos);

    5. Cuidadores informais.

    Através destes projetos, pretende-se transformar o conhecimento e capacidade de atuação nos cuidados paliativos em grupos particularmente vulneráveis, servindo os projetos como modelo ou referência para outros no futuro, na sua área específica de atuação, com vista à melhoria do apoio integral prestado desde o diagnóstico ao luto.

  • ENTIDADES ELEGÍVEIS

    Poderão candidatar-se a este concurso as seguintes entidades:

    • Entidades públicas do setor da saúde

    • Instituições particulares de solidariedade social e outras instituições privadas sem fins lucrativos

    • Centros de investigação e instituições do ensino superior sem fins lucrativos

    • Câmaras municipais e juntas de freguesia.

    Para saber mais sobre os requisitos necessários para apresentar candidatura, consulte o regulamento do concurso.

  • DATAS-CHAVES

    CONCURSO ENCERRADO

    Abertura do concurso:
    25 de fevereiro de 2021

    Encerramento do concurso:
    25 de março de 2021, às 23h59 GMT

  • DURAÇÃO DO PROJETO

    Os projetos terão a duração de um ano, com possibilidade de renovação por um período máximo de três anos.

  • FINANCIAMENTO

    Até 25.000 € por ano, a determinar de acordo com a dimensão final do projeto.

  • CONTACTO

    Em caso de dúvida quanto ao regulamento do concurso ou ao preenchimento do formulário, por favor contacte-nos através do email info@fundacaolacaixa.org.

Apresentação da candidatura

Mostrar texto Ocultar texto
  • APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA

    Apresente o seu projeto entre 25 de fevereiro e 25 de março de 2021, entrando na área privada para apresentação de candidaturas aos programas da Fundação ”la Caixa”: Portal do concurso.

    No primeiro acesso ao Portal do Concurso, terá de se registrar para obter um nome de utilizador e uma palavra-passe.

    Quando estiver registado, procure a secção Open Calls, selecione o Concurso Projetos Inovadores de Intervenção em Cuidados Paliativos e preencha o formulário de candidatura online.

    Não serão aceites candidaturas incompletas, que sejam entregues em papel ou que sejam apresentadas por qualquer outro meio ou fora de prazo.

  • PERGUNTAS FREQUENTES

  • CONTACTO

    Em caso de dúvida quanto ao regulamento do concurso ou ao preenchimento do formulário, por favor contacte-nos através do email info@fundacaolacaixa.org.

Processo de seleção

Mostrar texto Ocultar texto
  • PROCESSO DE SELEÇÃO

    Uma comissão composta por especialistas será responsável por estudar e avaliar os projetos submetidos, em conformidade com os requisitos e critérios de avaliação indicados no regulamento do concurso.

    A avaliação é realizada através de critérios objetivos, com uma pontuação de 100 pontos, dos quais 20% correspondem à avaliação da entidade, 40% a avaliação do projeto e 40% a avaliação global do júri.

    O processo de seleção termina com a decisão do júri, que avalia as melhores candidaturas e delibera com total independência e de forma soberana. Esta fase pode incluir reuniões de apresentação e discussão dos projetos com os proponentes.

  • CONTACTO

    Em caso de dúvida quanto ao regulamento do concurso ou ao preenchimento do formulário, por favor contacte-nos através do email info@fundacaolacaixa.org.

Resultados do concurso

Mostrar texto Ocultar texto
  • Help2Care-PAL

    Instituto Politécnico de Leiria

    Âmbito de intervenção: Cuidadores informais

    Descrição: Help2Care-PAL, inovação e-Health, pretende apoiar na capacitação do cuidador no cuidar do seu familiar e a cuidar de si. O Politécnico de Leiria e a Beja+ irão avaliar, co-construir e intervir, ajustando os recursos para vigiar a evolução do doente e cuidador, prevenir sobrecarga e luto complicado.

  • OLAIA – Mais vida na demência com natureza e arte

    Santa Casa da Misericórdia de Riba De Ave

    Âmbito de intervenção: Pessoas com demência.

    Descrição: Programa terapêutico de abordagem paliativa e multissensorial a quatro níveis: ambiental, grupal, familiar e individual, num centro de referência para pessoas com demência. Serão introducidos elementos da natureza nos espaços interiores utilizados pelas pessoas com demência e famílias através da instalação de 2 estruturas (2m de altura) em forma de árvore inspirada na Olaia. Em paralelo, decorrerá um programa terapêutico centrado nas pessoas com demência e suas famílias que combina 3 terapias complementares e articuladas entre si, arteterapia (olaria), musicoterapia e aromaterapia.

  • Emergências paliativas, pontes para a resposta

    Instituto Nacional de Emergência Médica

    Âmbito de intervenção: Doentes mais velhos (pessoas com mais de 80 anos).

    Descrição: Pretende-se que as pessoas com doença incurável agudizada sejam sinalizadas no momento que contactam com o sistema de emergência, recebam cuidados ajustados às necessidades específicas e sejam referenciadas para a equipa de saúde mais adequada, evitando transporte ao hospital.

  • CuidadosaMente – Polo de capacitação para cuidados paliativos na demência

    Santa Casa de Misericórdia de Ovar

    Âmbito de intervenção: Pessoas com demência.

    Descrição: Intervenção pluridisciplinar, que permita sensibilizar, formar e apoiar cuidadores formais, informais e jovens da comunidade que se encontrem a ingressar no mercado de trabalho. A criação e dinamização do polo de capacitação permitirá fornecer recursos importantes aos trabalhadores de instituições concelhias, jovens à procura de emprego e cuidadores informais de forma a que consigam assegurar cuidados paliativos diferenciados, particularmente na demência.

  • Ambulância Mágica

    Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Coimbra

    Âmbito de intervenção: Adultos com doenças neurodegenerativas.

    Descrição: “Ambulância Mágica” consiste num projeto de promoção do bem-estar emocional destinado a adultos com doença neurodegenerativa em fase de tratamento paliativo (Doença de Parkinson, EM, ELA, doença de Huntington, paramiloidose, doença de Machado-Joseph), que consigam manifestar de forma autónoma, livre e orientada um desejo a concretizar. Inspirado em projetos internacionais como o “The Ambulance Wish”, pretendem, em articulação direta com a equipa multidisciplinar de cuidados paliativos que acompanha o doente, disponibilizar recursos materiais e humanos que possibilitem a concretização de um desejo significativo para o doente.

  • Projeto de intervenção precoce de apoio no luto (PIPAL)

    Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus - Casa de Saúde da Idanha

    Âmbito de intervenção: Cuidadores informais.

    Descrição: Promover uma intervenção precoce no luto dos cuidadores informais em contexto domiciliário no concelho de Sintra e a sua capacitação a nível nacional, de forma a diminuir o seu sofrimento, prevenir lutos patológicos e contribuir para a qualidade de vida de todos os intervenientes.

  • Vidas ligadas

    Santa Casa de Misericórdia Campo Maior

    Âmbito de intervenção: Doentes mais velhos (pessoas con mais de 80 anos).

    Descrição: Identificação de pessoas com mais de 80 anos, com alguma doença avançada e realização de um levantamento sistemático das suas significâncias (pessoas, acontecimentos, lugares, memórias, desejos, entre outros) por forma a elaborar, para cada uma delas, uma agenda de compromissos vitais a cumprir com o propósito de assegurar o sentido da vida até ao fim. O projeto também tem como objetivo extrair uma metodologia de trabalho que permita criar um novo serviço de acompanhamento a este público na comunidade e replicá-lo noutras comunidades.