Visualizador de Conteúdo Web

investigacao-e-inovacao/principios-eticos/ciencia-aberta_CARROUSEL

Visualizador de Conteúdo Web

investigacao-e-inovacao/principios-eticos/ciencia-aberta/num-relance_LINEA-ACTUACION

  • O QUE FAZEMOS

    A Fundação Bancária ”la Caixa” pretende promover a investigação e a inovação de excelência e de alto impacto transformador. Assim, quer fazer o máximo esforço para difundir os resultados da investigação que financia, com o objetivo de que esta possa chegar o mais rápido possível a outros investigadores e à sociedade em geral. Desta forma, adota uma política de ciência aberta relativamente às publicações e aos dados que resultam da investigação.

    A ciência aberta é um movimento que promove uma ciência mais acessível a todos. No que diz respeito às publicações científicas, isto significa a vontade de abrir o seu acesso o cedo possível. Quanto aos outros resultados, implica que se devem conservar de forma a serem localizáveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis (princípios FAIR).

    Existem inúmeros motivos para partilhar as publicações e os resultados da investigação: eficiência graças à reutilização de dados para novos usos; reprodutibilidade para a verificação de resultados; eficiência económica para evitar a duplicidade de esforços; e aumento do impacto, da visibilidade e da transparência.

    Com este objetivo, instam-se todos os beneficiários de ajudas e bolsas da Fundação a partilharem os resultados obtidos da forma mais aberta possível e o mais cedo possível, preservando, no entanto, os interesses dos beneficiários sob o princípio de «o mais aberto possível, tão limitado quanto seja necessário».

  • ISTO SIGNIFICA QUE

    Quanto às publicações científicas, instam-se todos os beneficiários a:

    • Depositar qualquer publicação com revisão de especialistas que resulte do projeto financiado num repositório institucional ou temático relevante da disciplina, imediatamente após a publicação. No repositório deverá fazer-se constar o código de identificação1 do projeto financiado.

    • Num período não superior a seis meses a partir da data de publicação, tornar-se-á acessível ao público a versão publicada da publicação científica.

    • Caso não seja possível por restrições impostas pelas condições da revista ou plataforma correspondente, aceitar-se-á a versão do autor/a que tiver passado por todo o processo de revisão de especialistas e sem a formatação final da publicação.


    Quanto aos dados da investigação:

    Os beneficiários de uma ajuda da Fundação Bancária ”la Caixa” deverão elaborar um plano de gestão de dados para todos os projetos de investigação financiados pela entidade que tenham um orçamento igual ou superior a 100.000 €. O resto dos projetos estão isentos, apesar de se recomendar que também o façam como boa prática.

    Neste sentido:

    • A primeira versão do plano deverá ser entregue num prazo não superior a seis meses depois do projeto ter iniciado. Quando se fizer a revisão intermédia do projeto, apresentar-se-á uma atualização do plano. E, ao terminar o projeto, entregar-se-á a versão definitiva do plano, junto com a memória final.

    • No plano deverão constar, entre outros aspetos, os dados que serão gerados ou utilizados, como e quando serão partilhados, onde estarão disponíveis, como serão preservados e, no caso de dados sensíveis, que tratamento se levará a cabo para cumprir a legislação vigente aplicável.

    • Os beneficiários deverão tornar públicos, no mínimo, os dados que suportem os resultados publicados e, conforme o caso, o material necessário (software, setups, etc.) para a sua compreensão e análise. Esta colocação à disposição dos dados poderá fazer-se em qualquer repositório ou arquivo de confiança.

    • Caso existam outros resultados do projeto suscetíveis de poderem ser divulgados (software, setups, etc.), os beneficiários também deverão torná-los públicos, num repositório adequado, num período não superior a seis meses após a finalização do projeto.

    Relativamente aos pontos anteriores, é necessário assinalar que se deverão levar a cabo sempre que não exista nenhum impedimento por motivos de privacidade, proteção de dados pessoais, confidencialidade ou então por questões de proteção para efeitos da sua exploração comercial ou, em geral, por questões de propriedade intelectual ou industrial ou outras de natureza legal.

    Pode excetuar-se, em qualquer fase, a aplicação total ou parcial desta política caso a publicação ou divulgação dos dados de investigação e o material associado (software, setups, etc.) possa prejudicar os legítimos interesses do beneficiário, de forma devidamente justificada (por exemplo, por questões de propriedade intelectual, proteção de dados e confidencialidade, segurança, etc.).

    A Fundação Bancária ”la Caixa” estudará individualmente, sempre que se justifiquem adequadamente, os casos que requeiram um tratamento específico relativamente à aplicação desta política, podendo aprovar as correspondentes exceções, conforme o caso. Se os dados não puderem ser tornados públicos, deverá fazer-se constar no plano de gestão de dados2.

    Os possíveis custos associados à publicação dos resultados e os dados em aberto poderão incluir-se na ajuda concedida. Contudo, a opção de pagar por publicar numa revista de acesso restrito que ofereça acesso aberto individualizado deverá consultar-se sempre à Fundação Bancária ”la Caixa”.

    Coloca-se à disposição dos beneficiários um modelo de plano de gestão de dados.

    Se pone a disposición de los beneficiarios un modelo de plan de gestión de datos.

     

    1. É possível consultar a definição do código do projeto nas perguntas frequentes.
    2. É possível consultar o documento Ethics and data protection da Comissão Europeia.

Visualizador de Conteúdo Web

investigacao-e-inovacao/principios-eticos/ciencia-aberta/num-relance_MULTIMEDIA-EXPO-ARCHIVOS-RELACIONADOS