Visualizador de Conteúdo Web

Tem questões relativas à Concurso?

Serão realizadas sessões informativas presenciais em várias cidades
das Península Ibérica.
Informe-se mais abaixo nesta página.
Deseja receber mais informações sobre o nosso concurso?

Informe-se
Nested Applications

Descrição e bases

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web

Fundação ”la Caixa” abre a terceira edição da convocatória de projetos de investigação em saúde.

Visualizador de Conteúdo Web
  • Dados-chave

    DADOS-CHAVE

    Abertura do concurso
    21 de outubro de 2019, às 14 h CET

    Abertura da nova plataforma on-line para o registo de utilizadores
    9 de dezembro de 2019, às 14 h CET

    Abertura da nova plataforma on-line para submeter as candidaturas
    8 de janeiro de 2020, às 14 h CET

    Encerramento do concurso
    12 de fevereiro de 2020, às 14 h CET

    Pré-seleção para verificação remota de especialistas (peer review)
    De fevereiro a junho de 2020

    Avaliação presencial por comissões de especialistas
    9 e 10 de julho de 2020, em Barcelona

    Anúncio das decisões
    Final de julho de 2020

    Execução dos projetos selecionados
    De setembro de 2020 a setembro de 2023

  • Objetivos

    OBJETIVOS

    A Fundação "la Caixa" dá início à terceira convocatória aberta para projetos de investigação em biomedicina e saúde, que tem por objetivo identificar e impulsionar as iniciativas mais promissoras, de maior excelência científica e com mais valor potencial e impacto social, seja em investigação básica, clínica ou translacional.

    Os projetos apresentados devem enquadrar-se nas seguintes áreas temáticas:

    • Neurociências.

    • Oncologia.

    • Doenças cardiovasculares e metabólicas relacionadas.

    • Doenças infeciosas.

    • Tecnologias facilitadoras nas quatro áreas temáticas anteriores.

  • Ajudas

    AJUDAS

    Nesta edição 2020, as propostas de projeto, de até 3 anos de execução, podem ser:

    • Individuais: apresentadas por uma única organização de investigação (organização candidata). Podem receber ajudas até um máximo de 500 000 €.

    • Em consórcios de investigação: apresentadas no mínimo por 2 e no máximo por 5 organizações de investigação coordenadas pela organização candidata. Podem receber ajudas até um máximo de 1 000 000 €.

    Em ambos os tipos de propostas, podem incluir-se organizações da sociedade civil sem fins lucrativos, como por exemplo, associações de pacientes. Nesta edição, as empresas constituídas não podem fazer parte das entidades colaboradoras do projeto.

    A intenção é distribuir as ajudas de forma aproximadamente equitativa pelas diferentes áreas temáticas, mas a distribuição final dependerá sempre da qualidade e das características específicas dos projetos apresentados nesta convocatória. O facto de as propostas serem individuais ou em consórcio, ou de investigação básica, clínica ou translacional, não serve em nenhum caso como critério de seleção durante o processo de avaliação. Os únicos critérios de seleção para avaliar as propostas são os que se especificam nas bases da concurso.

    A atribuição de um orçamento ajustado corretamente às atividades que se vão desenvolver é um ponto rigorosamente avaliado no processo de avaliação dos projetos.

  • Beneficiários

    BENEFICIÁRIOS

    Organizações candidatas (Host Organizações, HO). Podem apresentar-se à convocatória projetos liderados por investigadores de organizações de investigação sem fins lucrativos situadas em Espanha ou em Portugal.

    Líder do Projeto (Project Leader, PL). O investigador principal da organização candidata deve ser, além do mais, o líder do projeto, que é quem apresenta a proposta à convocatória e dirige a execução global do projeto.

    Organizações de investigação (Research Performing Organizations, RPO). Qualquer organização sem fins lucrativos dedicada à investigação que desenvolve atividades no projeto. Em projetos individuais, a única organização de investigação é a candidata. Em consórcios de investigação, deve haver um mínimo de 2 e um máximo de 5 organizações de investigação (incluindo a organização candidata). Organizações de investigação com o mesmo NIF ou VAT number são consideradas uma só organização.

    Investigadores principais (Principal Investigators, PI). Cada organização de investigação deve ter um investigador principal responsável por executar as atividades do projeto que se levam a cabo na sua organização.

    Organizações da sociedade civil (Civil Society Organizations, CSO). Adicionalmente, tanto os projetos individuais como os consórcios de investigação podem incluir também até um máximo de 3 entidades da sociedade civil sem fins lucrativos que não tenham como atividade principal a investigação (por ex., associações de pacientes).

    Empresas. Empresas. As empresas constituídas não podem ser membros do projeto, mas podem receber fundos como subcontratadas.

    As organizações não localizadas em Espanha ou Portugal podem receber no máximo 30% da totalidade do orçamento do projeto.

    Membros da equipa (Team members). Todos os membros da equipa do projeto devem fazer parte da organização candidata, das entidades da sociedade civil ou das organizações do consórcio de investigação.

  • Elegibilidade

    ELEGIBILIDADE

    Nas bases deste concurso, é possível encontrar os pormenores de todos os critérios de elegibilidade e os requisitos para submeter uma candidatura nesta convocatória.

    Vencedores anteriores. Os Project Leaders (PL) vencedores nas duas primeiras edições de Health Research não se podem apresentar como PL de novas propostas nesta edição.

    Avaliação mínima na edição anterior de Health Research. De modo a potenciar a qualidade das propostas, os PL dos projetos que obtiveram uma avaliação inferior a 5,50 na fase de pré-seleção remota da edição anterior não se podem apresentar como PL em propostas desta edição.

    A plataforma on-line não permite abrir uma proposta nesta convocatória aos PL que se encontrem em alguma destas duas situações.

    Não são elegíveis os projetos que desenvolvam:

    • Estudos cujos resultados estejam submetidos a direitos, de qualquer natureza, por parte de uma entidade com fins lucrativos antes do encerramento das aplicações.

    • Estudos que avaliem a eficácia ou a segurança de produtos, terapias, dispositivos médicos ou sistemas de diagnóstico de entidades com fins lucrativos.

  • Seleçäo de projetos

    SELEÇÃO DE PROJETOS

    A seleção das propostas faz-se a partir de um rigoroso processo por peer review que cumpre os mais exigentes padrões de qualidade, imparcialidade, objetividade e transparência.

    Consta de uma primeira fase de pré-seleção remota e de uma segunda fase de seleção presencial por comissões de especialistas em cada uma das áreas de investigação.

  • Faq

    FAQ

  • Contato

    CONTATO

Processo de pedido

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web
  • PROCESSO DE PEDIDO

    1. As bases e o formulário de candidatura (application form) estarão disponíveis no site a partir de 21 de outubro de 2019. Recomendamos que comecem a preparar a proposta.

    2. A nova plataforma on-line estará aberta para submeter as candidaturas entre 8 de janeiro às 14 h CET e 12 de fevereiro de 2020 às 14 h CET.

    3. A 9 de dezembro de 2019, a plataforma on-line estará disponível para o registo de utilizadores. Recomendamos registar-se e entrar na plataforma on-line o mais rápido possível, já que se trata de um sistema novo.

    4. Utilizadores e papéis na nova plataforma on-line:

      - Project Leader (PL): investigador responsável pela proposta, que também é quem assina o convénio no caso de ser vencedor. É indispensável que o PL se registe com os seus dados pessoais no sistema, e que se vincule à sua organização, que poderá encontrar numa lista. Caso não encontre a organização, basta incluí-la introduzindo o nome e o CIF da organização.

      - Organization Manager (OM): gestor da organização candidata, único representante que a organização nomeia para levar a cabo as gestões relacionadas com a proposta (aceitar a participação do PL vinculado à organização e facilitar a documentação necessária no caso das propostas selecionadas).

      - O PL não pode tratar da candidatura enquanto não receber a aceitação on-line do OM

      - O OM tem acesso para visualizar os dados básicos das propostas, o orçamento e os membros do consórcio.

      - Principal Investigator (PI): investigador principal de cada membro do consórcio. O PI tem acesso à proposta de que é membro através do convite do PL. Pode entrar para ver a proposta e tem de aceitá-la on-line para lhe dar seguimento.

      - Civil society organizations (CSO): organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que participam como membros de uma proposta (individual ou em consórcio). O representante da CSO tem acesso à proposta de que é membro através do convite do PL. Pode entrar para ver a proposta e tem de aceitá-la on-line para lhe dar seguimento.

    5. Durante o processo de candidatura, está disponível um botão de validação para verificar se os dados introduzidos estão corretos. Aconselhamos a utilização desta validação ao longo do processo de candidatura de modo a cumprir a data limite de encerramento da convocatória.

    6. É necessário preencher a candidatura em inglês. Não serão aceites candidaturas escritas em qualquer outra língua, que estejam incompletas em termos de informação ou documentação, que sejam entregues em papel ou que sejam apresentadas por qualquer outro meio ou fora do prazo.

  • FAQ

  • CONTACTO

    Perguntas e respostas
    Email: healthresearch@fundaciolacaixa.org

Processo de seleção

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web
  • PROCESSO DE SELEÇÃO

    O processo de avaliação do projeto constará das fases seguintes:

    1. Exame de critérios de elegibilidade: Todas as candidaturas recebidas são verificadas para comprovar se cumprem os critérios das bases da convocatória. Ser a candidatura for rejeitada, Fundação ”la Caixa” envia ao candidato uma notificação por correio eletrónico onde se expõem os motivos da rejeição.

    2. Processo de pré-seleção por peer review: As candidaturas que passem a fase de elegibilidade entram num processo de pré-seleção por peer review que é levado a cabo por especialistas internacionais. As 12 candidaturas que obtiverem as melhores pontuações de cada área temática passam à fase seguinte. Fundação ”la Caixa” informará por correio eletrónico os líderes de projeto (PL) se foram selecionados ou não.

    3. Comissões de seleção: Existem cinco comissões de seleção, uma por cada área temática. Cada comissão de seleção é formada por 8 a 12 especialistas de renome internacional. Os PL das propostas pré-selecionadas serão convocados para uma entrevista presencial em Barcelona nos dias 9 e 10 de julho de 2020. Em finais do mês de julho de 2020, serão comunicados os vencedores da convocatória.

    Se necessitarem de mais informação sobre o processo de seleção, descarreguem os documentos Evaluation Process Guide e Code of Conduct for Evaluators.

Avaliadores

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web

Só para investigadores que trabalhem atualmente fora de Espanha e de Portugal.

Visualizador de Conteúdo Web
  • JUNTE-SE

    Junte-se à nossa Equipa de Avaliadores

    O procedimento de avaliação da Fundação ”la Caixa” segue as normas internacionais, que consistem num processo de revisão de projetos por peer review e numa segunda fase de seleção por comités de especialistas.

    Para ser avaliador nesta concurso, é imprescindível estar a trabalhar fora de Espanha e de Portugal. O trabalho de avaliação será remunerado de acordo com os padrões europeus.

    Se estiver interessado em se juntar à nossa equipa de avaliadores científicos, preencha este formulário.

    Também o convidamos a partilhar esta informação com outros especialistas que possam estar interessados.