Visualizador de Conteúdo Web

investigacao-e-inovacao/bolsas-de-pos-doutoramento-junior-leader/processo-de-selecao_CARROUSEL

O teu progresso, é o de todos

Concurso aberto
Nested Applications

Nested Applications

Critérios de avaliação

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web

investigacao-e-inovacao/bolsas-de-pos-doutoramento-junior-leader/processo-de-selecao_CONVOCATORIAS_CONTENIDO_PESTAÑA_GENERAL_pestaña1

  • CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

    O objetivo do Junior Leader “la Caixa” é selecionar investigadores excecionais quanto à originalidade e importância das suas contribuições para a disciplina científica em que trabalham, possuindo também capacidades de liderança para promover o seu próprio grupo de investigação. Os critérios que se aplicam na avaliação das candidaturas são os seguintes:

    FASE 1 – PRÉ-SELEÇÃO

    1. Excelência do currículo(ponderação 50%): avalia-se o currículo profissional em relação à etapa da carreira do candidato. Será avaliada a relevância e contribuição do candidato nos artigos publicados nas revistas científicas (citações, índices de impacto,…), os livros ou capítulos de livros científicos e técnicos, os trabalhos apresentados em congressos, as patentes concedidas ou licenciadas e, em geral, qualquer outra contribuição que permita avaliar os diversos aspetos da investigação.

    2. Motivação e declaração de objetivos (ponderação 25%): avalia-se a originalidade, a inovação e o possível impacto do relatório proposto, juntamente com a escolha do centro de investigação de destino e/ou a linha de investigação.

    3. Cartas de recomendação (ponderação 25%): as cartas de recomendação que apoiam a candidatura serão avaliadas tendo em conta a especificidade do conteúdo relativamente ao candidato, bem como o perfil das pessoas que as assinam.

     

    FASE 2 - ENTREVISTAS DE SELEÇÃO

    1. Potencial do candidato (ponderação 30%): avalia-se o potencial do candidato, prestando uma atenção especial às competências interpessoais do candidato, tais como a clareza, consistência do discurso e articulação de ideias, capacidade para apresentar raciocínios complexos, trabalho em equipa, capacidade de raciocínio independente, originalidade, empreendimento e liderança.

    2. Motivação e impacto da proposta (ponderação 20%): avalia-se a novidade conceptual e metodológica da proposta apresentada, bem como o seu impacto, entendido no sentido mais amplo: capacidade do projeto apresentado para contribuir para a transformação e melhoria em âmbitos tais como a economia e a criação de riqueza, a sociedade, a cultura, a ciência, a qualidade de vida dos cidadãos, o meio ambiente ou as políticas públicas.

    3. Percurso académico e profissional (ponderação 50%): avaliam-se as contribuições realizadas na área escolhida para levar a cabo o projeto de investigação apresentado, bem como a coerência da formação académica e do currículo do candidato.


    COMO É AVALIADA A SUA CANDIDATURA?