Visualizador de Conteúdo Web

educacao/bolsas-de-doutoramento-inphinit/processo-de-selecao_CARROUSEL

Nested Applications

Nested Applications

Critérios de avaliação

Mostrar texto Ocultar texto
Visualizador de Conteúdo Web

educacao/bolsas-de-doutoramento-inphinit/processo-de-selecao_CONVOCATORIAS_CONTENIDO_PESTAÑA_GENERAL_pestaña1

  • CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

    O programa INPhINIT tem como objetivo recrutar investigadores em início de carreira com uma formação prévia conducente à obtenção de conhecimentos teóricos sólidos, com curiosidade e ambição; com competências básicas para se expressarem claramente e defenderem as suas ideias com criatividade, independência e originalidade. Os investigadores poderão estar focalizados no meio académico ou mais orientados para a indústria. Os critérios de avaliação e as ponderações estabelecidos para atingir este objetivo são:

    FASE 1- AVALIAÇÃO À DISTÂNCIA:

    1. Habilitações e Curriculum Vitae (50%): currículo académico e/ou profissional tendo em conta a etapa da carreira em que o candidato se encontra.

    2. Declaração de motivação e de propósito (30%): consideram-se para fins de avaliação a originalidade, inovação e potencial impacto do propósito declarado, assim como a escolha do centro de investigação e/ou linha de investigação.

    3. Cartas de recomendação (20%): as cartas de recomendação que apoiam a candidatura são avaliadas tendo em conta a especificidade do seu conteúdo relativamente ao candidato e o perfil das pessoas que as assinam.

     

    FASE 2 - SELEÇÃO PRESENCIAL:

    1. O potencial do candidato (40%): a fim de obter uma perceção geral do potencial do candidato, os peritos prestarão atenção a competências interpessoais ("soft skills"), habilidade para apresentar facilmente um raciocínio complexo, trabalho em equipa; e aptidões, tais como raciocínio independente, originalidade, empreendedorismo, ou liderança, entre outras.

    2. Motivação e declaração de propósito (30%): os peritos irão avaliar o impacto da declaração de propósito para o candidato e a sociedade; inovação, originalidade e exequibilidade; e as capacidades do candidato relativamente ao âmbito da declaração de propósito.

    3. Currículo académico e profissional (30%): os peritos irão avaliar a consistência entre a formação académica dos candidatos e o seu CV na área escolhida para realizar o doutoramento.


    COMO SÃO AVALIADAS AS CANDIDATURAS?