A oportunidade que procurava

Descrição do programa

Mostrar texto Ocultar texto
  • DESCRIÇÃO DO PROGRAMA

    O programa de bolsas de doutoramento INPhINIT da Fundação ”la Caixa” destina-se a atrair investigadores em início de carreira com talento, de todas as nacionalidades, que pretendam realizar um doutoramento em território espanhol ou português. Financiado pela Fundação ”la Caixa”, visa apoiar os melhores talentos científicos e impulsionar a investigação inovadora e de alta qualidade em Espanha e Portugal recrutando estudantes internacionais excelentes e oferecendo-lhes um ambiente atrativo e competitivo para levar a cabo investigação de excelência.

    O programa está dividido em dois concursos com enquadramentos distintos:

    • INPhINIT- Incoming: 35 bolsas de doutoramento abertas a concurso para investigadores que queiram levar a cabo o seu projeto de doutoramento em centros de investigação acreditados com as distinções de excelência em Espanha de Severo Ochoa, María de Maeztu, em Institutos de Saúde Carlos III, ou em unidades portuguesas avaliadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia como "Excelentes" ou "Excecionais".

      Este concurso destina-se exclusivamente a investigadores nas disciplinas de Ciências da Saúde e da Vida, Tecnologia, Engenharia e Matemática, incluindo Física, Química e outros domínios científicos baseados em pesquisa laboratorial.

      Para a investigação a realizar em instituições espanholas, os candidatos devem ter residido em Espanha durante menos de 12 meses nos últimos 3 anos. De igual modo, para a investigação a realizar em instituições portuguesas, os candidatos devem ter residido em Portugal durante menos de 12 meses nos últimos 3 anos.

    • Retaining: 30 bolsas de doutoramento abertas a concurso para investigadores que queiram levar a cabo o seu projeto de doutoramento em qualquer área científica e em qualquer universidade ou centro de investigação em Espanha ou Portugal.

      Os candidatos a estas bolsas devem ter residido ou levado a cabo a sua atividade principal no mesmo país, Portugal ou Espanha, consoante o caso, mais de 12 meses nos últimos 3 anos.

    As bolsas de doutoramento INPhINIT oferecem um salário altamente competitivo e oportunidades de formação complementar em competências transversais (através da colaboração com entidades líderes, como Vitae e Oxentia), estadias temporárias no setor industrial, incentivos atribuídos aquando da conclusão da tese, entre outros elementos que fazem com que estas bolsas sejam das mais atrativas e abrangentes na Europa.

O que oferecemos

Mostrar texto Ocultar texto
  • CONTRATO DE TRABALHO

    Os destinatários das bolsas de doutoramento INPhINIT beneficiam de um contrato de 3 anos em conformidade com a legislação laboral em vigor em Espanha ou em Portugal, respeitando o estipulado relativamente a segurança e saúde no trabalho e contribuições à Segurança Social, num ambiente de formação em investigação motivador, com acesso a equipamento adequado, instalações e oportunidades.

  • PLANO DE MONITORIZAÇÃO

    Os bolseiros têm um orientador de doutoramento designado pelo centro de investigação ou universidade, responsável pelo projeto de investigação. Os bolseiros têm de apresentar periodicamente um relatório sobre o progresso do seu trabalho, especificando o que de mais importante alcançaram e as metas futuras para cada secção do seu plano de desenvolvimento de carreira, além de informações sobre quaisquer questões éticas, assinado tanto pelo aluno como pelo respetivo orientador.

  • PROGRAMA DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR

    Além das atividades de formação interdisciplinar oferecidas pela entidade de acolhimento, o Programa de Bolsas de Doutoramento INPhINIT compreende uma provisão de formação abrangente em competências complementares que inclui sessões em:

    • Transferência de Tecnologia e Empreendedorismo, com a finalidade de os bolseiros se familiarizarem com questões relativas à propriedade intelectual, registo de patentes e "spin-outs", empreendedorismo e transferência de conhecimento científico.

    • Desenvolvimento profissional e de carreira, em que os bolseiros irão considerar a sua relação com a orientação que recebem enquanto estudantes de doutoramento, a importância de ter em conta o seu desenvolvimento profissional e questões de autogestão e planificação. Será dada especial atenção a valores e à integridade no desempenho de atividades de investigação e às implicações e ao impacto mais abrangentes da investigação que levam a cabo.

    Durante o período da bolsa, terão lugar três sessões: uma no início, outra no segundo ano e outra no terceiro ano. Cada sessão terá a duração de 2 a 5 dias, sendo exigido a todos os bolseiros que foram selecionados no mesmo concurso que estejam presentes. A Fundação ”la Caixa” cobrirá o custo destas sessões, assim como as despesas de viagem e alojamento incorridos pelos bolseiros para participar nas mesmas.

  • APOIOS

    São oferecidos apoios de alta qualidade do foro académico e industrial tanto pelas instituições de acolhimento como pela Fundação ”la Caixa”, no sentido de aumentar as oportunidades futuras de carreira dos bolseiros de doutoramento quer no meio académico, quer no meio empresarial privado. Os bolseiros poderão escolher entre parceiros nacionais e internacionais.

  • MENTORIA

    Cada bolseiro pode optar pela atribuição de figuras acompanhantes durante o período da bolsa:

    • Em uma primeira fase, para facilitar o suporte nos aspectos práticos relacionados à chegada ao centro de destino.

    • Em uma fase mais avançada, para orientar sua carreira profissional.

  • PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES DE ÍNDOLE PÚBLICA

    Os bolseiros de doutoramento irão participar em várias iniciativas lançadas pela Fundação ”la Caixa” para divulgar o conhecimento científico junto da sociedade. Para mais informações sobre estas iniciativas, clique em Ciência e Sociedade.

  • ATIVIDADES DE LIGAÇÃO EM REDE

    As conferências e eventos de carácter científico organizados pelas instituições de acolhimento irão ajudar os investigadores a estabelecer contactos, construir novas ligações e iniciar colaborações tanto no meio académico como no setor empresarial. Irão potenciar igualmente as suas carreiras enquanto investigadores independentes. Além disso, os bolseiros serão convidados a participar em inúmeras atividades sociais promovidas pela Associação de Parceiros da Fundação ”la Caixa”.

Desenvolva a sua carreira científica em Espanha e Portugal

Mostrar texto Ocultar texto
  • DESENVOLVA A SUA CARREIRA CIENTÍFICA EM ESPANHA E PORTUGAL

    Todos os anos, milhares de estudantes decidem ingressar num dos muitos excelentes programas de pós-graduação oferecidos por universidades e centros de investigação espanhóis e portugueses. Tanto em Espanha como em Portugal, é oferecida a oportunidade de viver uma experiência verdadeiramente enriquecedora graças à combinação única de um ecossistema de investigação excelente e um estilo de vida atrativo.

    Os sistemas de ensino superior de Espanha e Portugal fazem parte do Espaço Europeu de Ensino Superior (EEES). Isto faz com que Espanha e Portugal sejam destinos atrativos e acessíveis para candidatos a programas de doutoramento que procuram habilitações académicas de alta qualidade com reconhecimento internacional.

    Para iniciar um ciclo de estudos conducente à obtenção do grau de Doutor, os estudantes têm de ser admitidos e matricular-se num programa de doutoramento que envolva a realização de um projeto de investigação.

    Durante a realização do programa de doutoramento, os bolseiros desenvolvem o seu projeto individual de investigação, levam a cabo atividades de formação em competências complementares e participam em seminários e conferências. O período de doutoramento termina com a preparação e defesa da tese de doutoramento. Os programas de doutoramento em Espanha e Portugal são concebidos para serem acessíveis, com aulas e formação prática em inglês, assim como apoio a estudantes que pretendem melhorar ou adquirir competências linguísticas em espanhol ou português.

    Não só a educação, como também a cultura e o estilo de vida são motivações fortes para um candidato a doutoramento escolher Espanha ou Portugal como países onde residir nos próximos anos. Com um clima ameno, uma cozinha deliciosa e uma história ancestral, Espanha e Portugal estão entre os destinos mais atrativos a nível mundial.

    Neste enquadramento, o Programa de Bolsas de Doutoramento INPhINIT contribui para a internacionalização dos sistemas de investigação em ambos os países, atraindo talento internacional através do subprograma Incoming. Contribui igualmente para a retenção de talento através do subprograma Retaining.

    Além disso, Espanha e Portugal participam na iniciativa Euraxess, a qual apoia investigadores e respetivas famílias no momento da chegada aos nossos países. A Fundação Espanhola para a Ciência e Tecnologia (FECYT na sigla espanhola) é a entidade nacional coordenadora desta iniciativa e agrupa aproximadamente 100 serviços de apoio locais e centros para investigadores vindos de localidades fora de Espanha.

    Além disso, a cada dois anos, a Fundação Espanhola para a Ciência e Tecnologia (FECYT) publica um guia abrangente para investigadores estrangeiros com informações atualizadas sobre o mercado de trabalho, a vida quotidiana e características específicas de Espanha, assim como os procedimentos necessários para estabelecer residência no país.

  • HIPERLIGAÇÕES DE INTERESSE

Princípios éticos

Mostrar texto Ocultar texto
  • PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO EM QUESTÕES ÉTICAS

    A investigação levada a cabo no âmbito do programa Bolsas de Doutoramento INPhINIT tem de seguir os princípios éticos da União Europeia e cumprir a legislação nacional e internacional aplicável neste campo, assim como a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia e a Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

    As candidaturas que levantarem questões éticas serão enviadas para a Comissão para obter um parecer sobre se as propostas desrespeitam ou não princípios éticos fundamentais ou procedimentos de segurança relevantes.

  • INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO RESPONSÁVEIS

    A Investigação e Inovação Responsáveis (RRI, Responsible Research and Innovation) é um princípio promovido pela Comissão Europeia, o qual está integrado no programa Horizonte 2020 com o objetivo de reconsiderar o papel da ciência e da inovação na sociedade. A Fundação ”la Caixa” promove este conceito através da participação em projetos europeus que visam a disseminação de RRI, como é o caso das RRI Tools, ou a implementação de RRI em diversos contextos – HEIRRI para instituições do ensino superior e COMPASS para a indústria. O programa de formação interdisciplinar que a Fundação ”la Caixa” oferece aos bolseiros de doutoramento está focado, entre outras coisas, em tópicos relativos à forma de alinhar a investigação com os valores e necessidades da sociedade, dando particular atenção ao tema da integridade no trabalho de investigação e aos benefícios de um compromisso profissional com o público no processo de investigação..

  • CIÊNCIA ABERTA

    Ciência Aberta é uma prioridade no Horizonte 2020 para abrir todas as etapas do ciclo de vida da investigação. Reflete a evolução atual da forma como se faz investigação e se organiza a ciência, em que são promovidos a utilização de novas ferramentas e fluxos de trabalho para alcançar transparência, reprodutibilidade, disseminação e transferência de conhecimento. Compreende conceitos como o acesso livre a publicações científicas e dados de investigação, utilização de sistemas científicos novos e megadados, promoção de ciência cidadã e novos aspetos éticos da investigação. Estes conceitos fazem igualmente parte do programa de formação para os bolseiros de doutoramento, o que permitirá que os bolseiros adquiram conhecimentos e competências para implementar a nova forma de fazer investigação e organizar a ciência, além de os ajudar a posicionarem-se na vanguarda da nova geração de investigadores.

    Em linha com iniciativas europeias, a Fundação ”la Caixa” assegura que os resultados da investigação que (co-)financia são publicados em publicações de acesso livre sempre e assim que possível, seja em repositórios institucionais das universidades ou dos centros de investigação que acolhem os bolseiros, seja em repositórios temáticos das áreas disciplinares relevantes. Uma disseminação mais eficiente dos resultados irá tornar a investigação acessível, legível e replicável e, ao mesmo tempo, evitar a duplicação de esforços e melhorar as oportunidades para desenvolver a investigação multidisciplinar, interinstitucional e intersectorial.