Uma exposição em colaboração com a National Geographic que nos revela alguns dos espaços naturais mais incríveis da Terra, bem como a beleza e a fragilidade do nosso planeta, em perigo devido às nossas ações.

Onde e quando


Coimbra

Praça da República
10 de abril a 10 de maio de 2024

Inauguração:
9 de abril de 2024

HORÁRIOS:

Abertura ao público em geral:
Exposição aberta 24h para visita livre

Visitas de grupos escolares e outros grupos:
Reserva através do número de telefone 21 556 24 95

Visitas comentadas para o público em geral:
Sábados, às 12h00, 17h00 e 18h00, e domingos, às 12h00, 13h00 e 17h00


Descrição

Do Ártico à Antártica, queremos mostrar alguns dos espaços naturais mais espetaculares da Terra, muitos dos quais conhecidos como hotspots, ecorregiões terrestres reconhecidas pela sua elevada biodiversidade, alto nível de espécies endémicas (que apenas vivem lá) e que estão seriamente ameaçadas pela atividade humana.

Mais de metade das espécies de plantas do mundo e mais de um terço dos mamíferos, aves, répteis e anfíbios habitam apenas 2,3 % da superfície terrestre, a maioria nos trópicos, habitats que estão a ser velozmente destruídos. A perda de biodiversidade é alarmante e aumenta a um ritmo nunca antes visto.

Segundo a Conservation International, foram atualmente identificados 38 pontos críticos em todo o mundo. Embora estas áreas já tivessem coberto aproximadamente 16 % da superfície terrestre da Terra, atualmente, 86 % do seu habitat foi destruído.


Objetivo

Mostrar a beleza e a diversidade dos espaços naturais do planeta, bem como as suas ameaças. Criar um espaço de reflexão sobre os efeitos da elevada taxa de extinção das espécies e a destruição do nosso planeta, como resultado da atividade humana.


O que oferecemos

Cinquenta e duas imagens espetaculares de grande formato, pertencentes ao arquivo da National Geographic. Este projeto contou com a participação de prestigiados fotógrafos da natureza, como Frans Lanting, Paul Nicklen e Tim Laman, entre outros.

Com a colaboração de: