Participação em artes

Participação em artes

Impacto baixo por custo baixo, baseado em provas moderadas

Custo

O custo é indicativo do gasto adicional a ter em conta para a implementação das evidências: novos recursos tecnológicos, cursos de formação, atividades para alunos, etc. A estimativa de custo é aproximada e se baseia nos custos adicionais de uma turma de 25 alunos.

Eficácia

A eficácia é indicativa da força da evidência com base no número e tipos de estudos disponíveis, na qualidade desses estudos e na consistência das estimativas de impacto dos diferentes estudos.

Impacto
+2 meses
  • O QUE É?

    Global

    A participação em artes define-se como o envolvimento em atividades artísticas e criativas, como dança, teatro, música, pintura ou escultura. Pode fazer parte do currículo ou ser uma atividade extracurricular. A participação pode ser organizada em atividades regulares semanais ou mensais, ou em programas mais intensivos, como escolas de verão ou cursos residenciais. Apesar de estas atividades terem valor educativo próprio, esta entrada do Kit de ferramentas centra-se nos benefícios da participação em artes para o sucesso académico essencial.

  • QUAL O GRAU DE EFICÁCIA?

    Global

    De um modo geral, o impacto da participação em artes na aprendizagem académica parece ser positivo, mas reduzido. Foi identificada uma melhoria dos resultados a inglês, matemática e ciências. Registaram-se benefícios tanto nas escolas primárias como secundárias, com efeitos médios mais significativos para estudantes mais novos e, em alguns casos, para alunos desfavorecidos.

    Algumas atividades artísticas foram associadas a melhorias em resultados específicos. Por exemplo, existem algumas provas de uma ligação positiva entre a música e a consciência espacial, e entre o teatro e a escrita.

    Foram também comunicados consistentemente benefícios mais alargados, como atitudes mais positivas perante a aprendizagem e um aumento do bem-estar.

  • QUAL O GRAU DE FIABILIDADE DAS PROVAS?

    Global

    Existem várias revisões sistemáticas e meta-análises que registaram pequenos benefícios na participação em artes. O progresso de dois meses reflete este padrão de descobertas. A qualidade das provas é classificada como moderada, porque, embora haja cinco revisões, baseadas em estudos experimentais, as dimensões dos efeitos variam bastante.

    Local

    Uma revisão sistemática recente de estudos do ensino das artes, realizada pela EEF, concluiu que não havia estudos individuais com qualidade suficiente para determinar que a intervenção efetivamente causou o efeito comunicado. O resumo aqui apresentado baseia-se em várias revisões, que, em média, sugerem que essas intervenções têm um impacto positivo reduzido. Se a qualidade dos estudos incluídos nessas revisões é invulgarmente baixa, então o progresso mensal médio aqui comunicado pode ser difícil de alcançar na prática.

  • QUAIS SÃO OS CUSTOS?

    Local

    Os custos variam consideravelmente desde grupos de teatro júnior com pequenas subscrições anuais (cerca de 22,18 €) e grupos de dança organizados para jovens por cerca de 5,54 € cada sessão, a ensino musical de elevada qualidade a cerca de 38,81 € por hora (mais de 1663,47 € por ano com uma sessão semanal). De um modo geral, os custos são estimados como baixos.

  • O QUE DEVO TER EM CONTA?

    Global

    Os resultados da investigação mostram uma vasta gama de efeitos dos programas estudados. Qual é a ligação entre a intervenção artística que escolheu e os resultados que pretende melhorar, e como conseguirá perceber se está a ter sucesso?

    As melhorias na aprendizagem parecem ser mais alcançáveis junto dos alunos mais jovens.

    As provas que sustentam o impacto académico de aprender a tocar um instrumento são particularmente promissoras.

    As abordagens baseadas nas artes podem oferecer uma via para voltar a motivar alunos mais velhos para a aprendizagem, mas isto nem sempre se traduz em maior sucesso escolar. Como utilizará o aumento de motivação para melhorar o ensino e a aprendizagem para estes alunos?

    As intervenções artísticas têm valor educativo por si só, mas não são, em média, uma forma altamente eficaz de aumentar o sucesso escolar.