Assistentes de ensino

Assistentes de ensino

Impacto baixo por custo elevado, baseado em provas limitadas.

Custo

O custo é indicativo do gasto adicional a ter em conta para a implementação das evidências: novos recursos tecnológicos, cursos de formação, atividades para alunos, etc. A estimativa de custo é aproximada e se baseia nos custos adicionais de uma turma de 25 alunos.

Eficácia

A eficácia é indicativa da força da evidência com base no número e tipos de estudos disponíveis, na qualidade desses estudos e na consistência das estimativas de impacto dos diferentes estudos.

Impacto
+1 meses
  • O QUE É?

    Global

    Os assistentes de ensino (também conhecidos como AE ou assistentes de apoio na sala de aula) são adultos que auxiliam os professores na sala de aula. Os deveres dos assistentes de ensino podem variar bastante de escola para escola, desde fornecer apoio administrativo e na sala de aula, até fornecer apoio académico direcionado a alunos individuais ou a pequenos grupos.

  • QUAL O GRAU DE EFICÁCIA?

    Global

    As provas sugerem que os AE podem ter um impacto positivo no sucesso académico. No entanto, os efeitos tendem a variar bastante entre os estudos em que os AE fornecem apoio administrativo ou na sala de aula, que em média não mostram um benefício positivo, e aqueles em que os AE ajudam alunos individuais ou grupos pequenos, que em média mostram benefícios positivos moderados. O progresso de um mês adicional situa-se entre estes valores.

    Investigação que analisa o impacto dos AE que fornecem apoio geral na sala de aula sugere que os estudantes numa turma com um assistente de ensino, em média, não têm melhor desempenho do que aqueles onde existe apenas um professor. Esta descoberta média abrange vários impactos. Em alguns casos, os professores e os AE trabalham em conjunto de forma eficaz, levando a aumentos no sucesso escolar. Noutros casos, os alunos, principalmente aqueles com baixo sucesso escolar ou que estão identificados como tendo necessidades educativas especiais, podem ter um pior desempenho em turmas com assistentes de ensino.

    Nas situações em que foram registados impactos negativos globais, é provável que o apoio por AE tenha substituído, ao invés de complementar, o ensino pelos professores. Nos exemplos mais positivos, é provável que tenha sido facultado apoio e formação tanto para os professores como para os AE, para que compreendam como trabalhar eficazmente em conjunto, por exemplo reservando tempo para debate antes e depois das aulas.

    Também existem provas de que trabalhar com AE pode levar a melhorias nas atitudes dos alunos e também a efeitos positivos em termos de motivação dos professores e redução do stress.

    Investigação com enfoque nos assistentes de ensino que dão apoio individualizado ou em grupos pequenos mostra um benefício positivo superior de entre três a cinco meses adicionais em média. O apoio baseia-se frequentemente numa abordagem claramente especificada sobre a qual os assistentes de ensino receberam formação. Embora as comparações com professores qualificados sugiram que os assistentes de ensino tendem a não ser tão eficazes em termos de aumento do sucesso escolar (alcançando, em média, cerca de metade dos ganhos), os estudos sugerem que os benefícios são possíveis em várias disciplinas, e tanto ao nível primário como secundário.

  • QUAL O GRAU DE FIABILIDADE DAS PROVAS?

    Global

    De um modo geral, o nível de provas relacionadas com assistentes de ensino é limitado. Foram realizadas várias revisões sistemáticas do impacto dos funcionários de apoio nas escolas. No entanto, não existem meta-análises que se debrucem especificamente sobre o impacto dos assistentes de ensino na aprendizagem.

    Local

    Estudos correlacionais que se debruçam sobre o impacto dos AE que dão apoio geral na sala de aula mostraram efeitos bastante similares. Um dos estudos mais recentes, realizado em Inglaterra, sugere que em média os alunos com baixo sucesso escolar têm um desempenho inferior numa turma com um assistente de ensino, comparativamente com uma turma onde existe apenas um professor. Estudos de intervenção mais recentes, incluindo dois ensaios controlados aleatorizados realizados em Inglaterra em 2013, fornecem uma indicação forte de que os AE podem melhorar a aprendizagem se receberem formação e forem cuidadosamente destacados. Tendo em conta a quantidade limitada de provas existentes, estes estudos deram um contributo significativo para a base factual global, mudando o impacto médio global de zero para um mês de progresso adicional.

    A literatura de investigação não faz distinção entre diferentes níveis ou categorias de assistentes de ensino.

    Relatório de orientação
    A EEF publicou orientações sobre a utilização eficaz de assistentes de ensino.
    Relatório de orientação, juntamente com recursos e um curso para ajudar a fazer a melhor utilização das orientações

  • QUAIS SÃO OS CUSTOS?

    Local

    O custo médio de contratação de um assistente de ensino, incluindo salário e despesas conexas, estima-se em cerca de 19 961,63 €. De um modo geral, os custos são estimados como elevados.

  • O QUE DEVO TER EM CONTA?

    Global

    Identificou as atividades em que os AE podem apoiar a aprendizagem, ao invés de apenas gerirem tarefas?

    Forneceu apoio e formação para os professores e AE, para que compreendam como trabalhar eficazmente em conjunto?

    Como irá assegurar que os professores não reduzem o seu apoio ou a transmissão de conhecimentos aos alunos apoiados por AE?

    Já ponderou como irá avaliar o impacto da forma como distribui os AE?